fbpx

Franceses vão às ruas contra passaporte sanitário



 

Milhares de franceses foram às ruas nessa quarta-feira (14) para protestar contra a imposição do passaporte sanitário de vacinação, feita nesta semana pelo presidente Emmanuel Macron. 

Segundo o presidente francês, quem se negar a ser vacinado com as vacinas experimentais ficará impedido de entrar em restaurantes, cafés, shoppings centers, hospitais, aviões e trens.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram milhares de franceses gritando por liberdade e as forças policiais de Macron agredindo os manifestantes.

“É totalmente arbitrário e totalmente antidemocrático”, disse um manifestante que se identificou como Jean-Louis.

Um dos vídeos que circulam nas redes sociais mostra profissionais de saúde gritando por “liberdade”. Os profissionais não querem ser obrigados a se submeter às vacinas experimentais contra o vírus chinês.

O analista político Carlos Dias, durante o Boletim da Noite de quarta-feira (14), criticou a iniciativa de governos de obrigar cidadãos a receber uma vacina experimental.

“O governo acha que é dono da pessoa. Existe ali uma luta mais do que pela liberdade, mas a luta por um direito que sobrepõe a organização do Estado. Então, você não é obrigado de fazer do seu corpo um experimento”, ressaltou o analista político.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: