fbpx

General Braga Netto terá que explicar nota das Forças Armadas



 

Após aprovação na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados nessa terça-feira (13), o general Walter Braga Netto terá que explicar a nota das Forças Armadas que criticou o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid.

O documento assinado pelo ministro da Defesa foi divulgado na semana passada, depois que Aziz fez ataques às Forças Armadas durante sessão da comissão.

“As Forças Armadas não aceitarão ataque leviano às instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro”, dizia a nota.

Para Omar Aziz, o texto foi uma “tentativa de intimidação”.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, também exigiu nessa terça-feira (13) a convocação do ministro da Defesa para depor à CPI. O requerimento ainda depende de aprovação. De acordo com o relator da CPI, o general faz ameaças de golpe no país “na defesa de um governo corrupto e impopular”. 

O comentarista político Fernando Lisboa, durante o Boletim da Noite de terça-feira (13), destacou o ambiente corrupto da CPI da Covid, em que não se buscam desvios, mas somente incriminar o governo federal.

“A partir do momento em que o presidente destinou, junto com o Ministério da Saúde, vários e vários bilhões para estados e municípios, essa turma nunca viu tanto dinheiro na vida”, pontuou Lisboa, que também questionou o porquê de a CPI não ir atrás de governadores e prefeitos.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: