fbpx

Governador fala em ‘segunda onda’ e diz que aulas em Goiás só voltam após vacina



Após o Comitê de Operações Emergenciais de Enfrentamento ao Coronavírus (COE) liberar retorno às aulas em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) condenou a decisão nesta quinta-feira (29) e disse que as aulas só voltam após vacinação.

Caiado disse que “Goiás está no caminho certo” em relação ao controle da pandemia e assegurou que as aulas presenciais no Estado devem ser retomadas, de forma integral para toda a rede, apenas após a vacinação.

“Qualquer retorno às aulas presenciais vai atender esse lado da imunização, que é fundamental para nós não termos a segunda onda da doença”, frisou em live transmitida pelas suas redes sociais.

Caiado baseia-se em artigos publicados pela imprensa internacional que apontam que o retorno antecipado às aulas presenciais foi responsável pela segunda onda de infecção pela Covid-19 em países da Europa.

Segundo os artigos, afirma Caiado, as crianças passam a ser transmissoras, com capacidade de contaminar um grupo relativamente grande dentro da própria família.

Para o COE, os critérios que permitem o retorno às aulas são a queda sustentada de 15% no registro de óbitos no Estado (há quatro semanas consecutivas) e a manutenção de uma taxa de ocupação hospitalar em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) inferior ou igual a 75%, pelo mesmo período.

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...