fbpx

Homem produz leite e amamenta bebê pela primeira vez na história



Uma bizarrice da ciência foi noticiada nessa quinta-feira (15). Um homem produziu leite e amamentou um bebê. É a primeira vez que um fato como esse é reportado cientificamente, segundo pesquisa publicada no periódico Transgender Health.

Com 30 anos de idade, o homem, que se autodeclara mulher, decidiu que queria amamentar o “seu” bebê depois que sua companheira, que estava grávida, decidiu que não queria ter essa experiência.

A produção de leite foi possível com um tratamento que envolveu a administração de um coquetel de remédios, incluindo um medicamento que estimula a produção de leite e um bloqueador de hormônios masculinos, e o bombeamento da mama. O homem “trans” tem recebido terapia hormonal por seis anos, mas nunca realizou nenhuma cirurgia de mudança de sexo.

Um especialista do Reino Unido disse que a pesquisa é “emocionante” e pode levar a mais casos de amamentação por “mulheres trans”.

Antes do nascimento do bebê, o homem se consultou com médicos e manifestou seu desejo. Os médicos então o colocaram em um tratamento de três meses e meio, para ajudá-lo a produzir leite artificiamente. Esse tratamento geralmente é fornecido a mulheres que adotaram bebês ou que tiveram filhos com o auxílio de barrigas de aluguel.

Como resultado, o homem foi capaz de produzir uma quantidade “modesta mas funcional” de leite – cerca de 240 ml por dia.

Segundo os pesquisadores, o leite do rapaz foi a única fonte de alimentação do bebê por seis semanas. Durante esse período, o crescimento, a alimentação e os hábitos intestinais do bebê foram “apropriados ao desenvolvimento”.

Depois disso, o bebê também começou a tomar leite de fórmula, porque não havia uma quantidade suficiente de leite natural sendo produzida. Ele tem agora seis meses e ainda é amamentado como parte de sua dieta.

Fonte: BBC Brasil

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Não foi “um homem”, como você de forma desonesta atribui em seu texto tendencioso. O caso ocorreu com uma MULHER trans. Que amamentou o seu filho, com a ajuda da ciência. Fato que vai passar a se tornar muito comum em famílias onde a mãe, pode vir a ser trans. Acostume se, evolua.

  • Daniela, você ou é desprovida de inteligência ou é mau-caráter.

    Não existe “mulher trans”. Homem é homem e mulher é mulher. Isso é genética, e enquanto biologia for ciência, gênes xy e xx não serão mutáveis entre sí.

    Acostume-se, e estude biologia!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: