fbpx

Indianos queimam fotos de Greta Thunberg por ‘interferência nos assuntos de sua nação’

Foto: Reuters


Manifestantes furiosos na Índia queimaram fotos da adolescente ativista climática Greta Thunberg nesta quinta-feira (4) depois que ela manifestou apoio aos fazendeiros que protestam há meses no país contra novas leis agrícolas aprovadas pelo governo.

Ativistas da “Frente Hindu Unida”, uma organização religiosa que apoia o primeiro-ministro Narendra Modi, se reuniram na capital, Nova Delhi. O grupo segurou cartazes dizendo que a Índia “não toleraria interferência nos assuntos internos” e queimou fotos de Thunberg e da cantora Rihanna, que também se manifestou favorável aos protestos.

Thunberg conseguiu fazer com que a Índia abrisse uma investigação criminal sobre possível conspiração depois que compartilhou um longo documento que continha instruções para estimular ainda mais os protestos dos agricultores.

O “kit de ferramentas” como o arquivo ficou chamado, trazia um “estoque” de hashtags que poderiam ser  disseminadas nas redes sociais, além de conselhos sobre como organizar comícios.

A polícia da capital indiana relacionou os criadores do “kit de ferramentas” compartilhado por Thunberg com a violência ocorrida em janeiro no país – também durante protestos dos agricultores – e lançou uma investigação criminal, segundo o The Indian Express.

O ativista do clima prontamente deletou o tweet e depois postou um segundo documento “atualizado”, sem as amostras orientações. Mas a polícia de Delhi agora está investigando o grupo por trás do documento. Um político local chegou a dizer que o arquivo continha “evidências de planos internacionais de ataques contra a Índia”.

Os protestos

Milhões de pessoas aderiram aos protestos em toda a Índia contra as polêmicas reformas agrícolas do governo. Os agricultores temem que as medidas os deixem mais pobres.

Os protestos, que começaram em novembro, são vistos como o maior desafio para o primeiro-ministro Narendra Modi desde que ele assumiu o cargo em 2014.

Os agricultores estão exigindo a retirada das novas leis que, segundo eles, favorecem as grandes fazendas corporativas e devastam os ganhos dos agricultores de menor escala.

Dezenas de milhares de agricultores estão acampando para protestar contra as novas leis nos arredores de Delhi. Nos últimos dias, a Índia suspendeu alguns dos serviços locais de internet móvel, alegando necessidade de manter a “segurança pública”.

O primeiro-ministro, no entanto, diz que as leis “visam melhorar o desempenho do setor”. Artistas e personalidades internacionais como Greta, Rihanna e afins fazem campanha “em defesa dos agricultores indianos”.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: