fbpx

Interferência no Executivo: procurador quer barrar troca na Petrobras



O subprocurador-geral da República, Lucas Rocha Furtado, junto ao Tribunal de Contas da União quer interferir na decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, de trocar o diretor da Petrobras.

Em representação encaminhada ao plenário do TCU, Lucas Rocha pede que a anunciada e LEGAL mudança na gestão da empresa seja invalidada.

O subprocurador reclama do que chamou de “interferência” do governo federal na operação da Petrobras e argumenta a existência de indícios de sobreposição de interesses particulares com fins eleitoreiros ao interesse público e desvio de finalidade do ato administrativo, com ofensa aos princípios constitucionais da legalidade e da moralidade”.

O TCU ainda não definiu quando e como analisará o pedido.

Como noticiou o Terça Livre, Jair Bolsonaro anunciou na sexta-feira (19), em suas redes sociais, que o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, será destituído. Para o cargo, foi indicado general Joaquim Silva e Luna.

Em 20 de março encerra o prazo da vigência do atual presidente. É direito do presidente da República reconduzi-lo ou não.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: