fbpx

Joe Biden, que diz ser católico, inclui ativistas pró-vida em lista de ‘extremistas violentos’



O governo federal dos Estados Unidos, liderado pelo presidente democrata Joe Biden, resolveu incluir ativistas pró-vida em uma lista de “extremistas violentos domésticos”. A informação foi divulgada pelo Diretor de Inteligência Nacional, Christian Post, em um relatório publicado em 1º de março.

O relatório advertia que 2021 poderia ser um ano ruim, com diversos grupos de “extremismo violento”. Mesmo não nomeando os grupos ou indivíduos específicos, o documento identificou supostas “categorias de ameaça” de extremistas, incluindo, por exemplo, grupos pró-vida.

“Extremistas domésticos violentos relacionados ao aborto” têm “agendas ideológicas em apoio às crenças pró-vida ou pró-escolha”, afirma o relatório.

O Diretor de Inteligência chegou a definir “extremistas de violência doméstica” como pessoas que “conduzem ou ameaçam atividades que são perigosas para a vida humana, em violação das leis criminais dos EUA ou de qualquer Estado; parecer ou ter a intenção de intimidar ou coagir uma população civil; e influenciar o governo por meio de destruição em massa, assassinato ou sequestro.”

Ainda em 2012, o governo Obama divulgou um relatório do Departamento de Segurança Interna, no qual defende a mesma posição de Biden, descrevendo grupos pró-vida como “terroristas domésticos”.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: