fbpx

Jornalistas denunciam política do governo da Argentina durante a pandemia



Em entrevista ao Terça Livre TV nesta quinta-feira (20), as jornalistas Maria Eugênia de Assis e Maria Laura de Assis denunciaram diversos abusos cometidos pelo governo Alberto Fernández, do partido de esquerda “Partido Justicialista” (Partido Peronista).

Fernández foi eleito em 2019, tendo como vice a ex-presidente, senadora e primeira dama, Cristina Kirchner.

A Argentina é um dos países da América do Sul que adotou, desde 2020, políticas de restrições mais duras e por maior tempo para o suposto combate à pandemia da Covid-19. As jornalistas do canal de notícias M.M Assis, no entanto, apontaram que o número de pessoas que estão abaixo da linha da pobreza já é de pelo menos 42% da população, somando cerca de 12 milhões de pessoas.

Os dados são do Instituto Nacional de Estatística e Censo (INDEC) da Argentina, que apontaram ainda que 10,5% dessas pessoas estão ainda no índice de cidadãos em situação de “indigência”. A pesquisa evidencia os resultados das políticas

“Outro dado que eu gostaria também de mostrar para vocês é que só durante a pandemia, 45 mil pequenas empresas foram fechadas, 90 mil comércios foram fechados e mais de 3 milhões de pessoas ficaram desempregados, são dados muito importantes que mostram a realidade aqui da Argentina”, pontuou Maria Laura durante o Boletim da Noite nesta quarta-feira (20).

Além dos dados, as jornalistas ainda comentaram sobre os “Centros de Isolamentos” criados pelo governo de esquerda no país, que, segundo elas, são verdadeiros campos de concentrações.

Maria Laura e Maria Eugênia comentaram ainda sobre um filme de ficção, cujo tema é uma pandemia mundial usada para o controle social das pessoas, e apontaram ainda que a situação da produção se assemelha a realidade vivida pelos cidadãos argentinos.

“Nós sempre falamos que saiu um filme há pouco tempo, em que eles fazem um caso hipotético de uma pandemia, no qual a agência de vigilância sanitária busca as pessoas que deram positivo para a doença, arrombam as casas das pessoas. Quando eu assisti a esse filme, eu pensei: é justamente o que acontece aqui, parece um filme de ficção, mas não é”, disse Maria Laura.

“Os policiais arrombam as casas das pessoas caso elas não queiram se entregar, e levam para esses centros, os meios de comunicação não têm acesso para saber o que está acontecendo, então nós só conseguimos ter informações pelas pessoas que estão dentro desses centros”, completou Maria Eugênia.

As jornalistas ainda disseram que as únicas informações a que os jornais conseguem ter acesso são as publicações de pessoas que foram levadas aos “campos de concentração”, o que permitiu a descoberta de que as condições básicas de sobrevivência dentro desses espaços não têm sido cumpridas.

“É preciso esclarecer que nesses centros não são levadas somente as pessoas que testam positivo para a Covid-19, vão também todas as pessoas que eles chamam de “próximas”, por exemplo, se seu vizinho testou positivo, você é obrigado a ir para esse centro de concentração, porque você é um vizinho, então tem um laço estreito por isso deve estar trancado com ele”, denunciaram.

Outro dado importante que aponta a ineficiência do governo de Alberto Fernández e Cristina Kirchner durante a pandemia da Covid-19 é que a Argentina é um dos países com mais mortes por milhão de habitantes, de acordo com os dados do Our World in Data. 

Durante a entrevista de ontem, as jornalista ainda divulgaram um novo decreto de quarentena nacional do governo argentino.

De acordo com o site do oficial do governo, o presidente Fernández considera este período o “o pior momento da pandemia”.

As novas medidas incluem a proibição da circulação em todas as aéreas do país classificadas como de “Alto Risco ou Alarme Epidemiológico” a partir da meia-noite do próximo sábado (22 de maio).

Além disso, as atividades classificadas pelo governo como sociais, econômicas, educacionais, religiosas e esportivas serão suspensas presencialmente, e os negócios “essenciais” poderão funcionar nas modalidades de entrega em domicílio e na modalidade take away.

ASSISTA À ENTREVISTA COMPLETA:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: