fbpx

José Serra quer proibir cigarros com sabor

José Serra


O senador José Serra (PSDB), apresentou em 2015, um Projeto de Lei do Senado (PLS 769/15) que pode ser votado na próxima quarta-feira (13/3) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em Brasília, e traz mais restrições à produção, apresentação e comercialização de cigarros.

Segundo o senador, o projeto de lei tem por objetivo ampliar o alcance das medidas antitabaco.

A juventude, em especial, deve ser protegida, pois é alvo constante das estratégias de marketing da indústria e o malefício das doenças relacionadas ao tabaco ainda é um flagelo.”, consta no texto.

O projeto veda a propaganda de cigarros ou qualquer outro produto de fumo e o uso de aditivos que confiram sabor e aroma a estes produtos, além de proibir o ato de fumar em veículos quando houver passageiros menores de dezoito anos.

Art. 3º-D. Ficam proibidas a importação e a comercialização no país de produto fumígeno derivado do tabaco que contenha substâncias sintéticas e naturais, em qualquer forma de apresentação, com propriedades flavorizantes ou aromatizantes que possam conferir, intensificar, modificar ou realçar sabor ou aroma do produto.”, consta no texto.

Confira aqui o texto na íntegra.

* Com informações de Agência Senado

 

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Esse corrupto arruinou a saúde quando foi ministro.

    É um dos piores em termos de caráter, um maníaco. Fez com que os planos de saúde aumentassem estrondosamente de valor e assim fez de “caso pensado”. O objetivo do crápula era jogar cada vez mais pessoas nas filas do SUS e com isso justificar mais IPMF ou CPMF sob a égide de ser para a saúde. Um bandido da pior espécie.

    Com suas idéias canalhas levou planos mais acessiveis a falência ou simples desaparecimento, prejudicando ainda o surgimento de novos concorrentes iniciantes. O objetivo era manter escassos planos já grandes e a custo elevadíssimo.

    Aliás há uma coisa que ninguém parece não ter percebido:

    Conforme a ESQUERDA foi assumindo o Poder o número de bancos comerciais decaiu, permanecendo paenas meia duzia de bancos comerciais privados.

    Ora, a esquerda sempre disse que bancos eram fontes de lucro fácil e elevado, porém o que se viu foram vendas dos pequenos para os grandes e encampamentos. Daí as muitas dezenas de bancos comerciais se restringiram a MEIA DÚZIA.
    Não mais existe concorrência bancaria e sim um oligopólio patrocinado por politicas de esquerda.

  • Eu tenho o direito de fumar Camel ou Winston Purple Mint (Alemão) e pagar no importado mais barato que cigarros nacionais! Esse Serra depois que parou de fumar acha que todo mundo quer ser careca e feio como ele.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: