fbpx

Justiça reabre investigação sobre cartel no metrô de São Paulo



O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) decidiu reabrir um inquérito que apura atos de corrupção nas obras da linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo, nos anos de 1999 e 2000. Nove pessoas são investigadas pelos crimes de lavagem de dinheiro.

De acordo com o Ministério Público, as empresas Siemens, Alstom, Mitsui, CAF, Daimler-Chrysler Rail e ADTranz se reuniram em um esquema de cartel e pagaram R$ 26 milhões para atuarem na construção do trecho entre as estações de metrô Capão Redondo e Largo Treze.

À época, o valor pago equivalia a 5% do total do contrato para a instalação da Linha 5-lilás. O processo havia sido trancado a pedido do executivo Carlos Alberto Cardoso de Almeida, um dos réus na ação.

O processo agora será enviado ao STJ que decidirá definitivamente se o processo deverá ser reaberto ou permanece trancado.

Com informações, Revista Oeste

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...