fbpx

Kalil recua, obedece Nunes Marques e suspende fiscalização nas igrejas



O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, suspendeu a fiscalização de igrejas neste domingo (4), após ser intimado pelo ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nunes Marques havia cassado os vetos de prefeitos e governadores a cultos e missas. Mesmo após a decisão do ministro, Kalil insistiu que não iria liberar as celebrações religiosas. O magistrado então acionou a Polícia Federal para garantir que Kalil cumpriria a orientação. Relembre.

Horas depois, o procurador-geral do município de BH, Castellar Modesto Guimarães Filho, encaminhou ofício à superintendência da Polícia Federal comunicando a interrupção da fiscalização em templos religiosos.

Veja a íntegra do ofício

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: