fbpx
@bolsonarosp

Liberdade de expressão: Justiça rejeita processo de Lula contra Eduardo Bolsonaro



 

A 1ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negou nessa quinta-feira (16), por unanimidade, uma ação de reparação por danos morais do ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva e seus filhos, Marcos Cláudio Lula da Silva, Fábio Luís Lula da Silva e Luís Cláudio Lula da Silva, contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

A ação rejeitada era um recurso da defesa do petista contra um processo que havia perdido há seis meses.

No processo, o ex-presidente e os filhos alegavam que Eduardo Bolsonaro teria divulgado informação falsa sobre o patrimônio da falecida Marisa Letícia Lula da Silva, ao publicar, em seu perfil do Twitter a informação de que a ex-primeira dama possuía patrimônio de R$ 256 milhões.

Segundo a defesa do petista “a liberdade de expressão não é um direito absoluto”.

Na decisão datada dessa quinta-feira, o desembargador relator da ação no TJDFT, Rômulo de Araújo Mendes, lembrou que o Marco Civil da Internet (Lei n. 12.965/2014) e a Constituição Federal garantem a liberdade de expressão.

Outros dois desembargadores seguiram o parecer do relator e reafirmaram a decisão tomada há 6 meses pela 4ª Vara Cível de Brasília, que julgou improcedente a ação de reparação por danos morais.

LEIA DA DECISÃO NA ÍNTEGRA.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: