fbpx

Lockdown nacional não é a ‘solução dos problemas’, reitera ministro da Saúde



O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, apontou mais uma vez durante uma entrevista nesta segunda-feira (29) que o lockdown nacional não é a “solução dos problemas” para conter o vírus chinês. Segundo o ministro, “medidas mais extremas precisam ser tomadas de forma localizada”.

“O erro é achar que um lockdown nacional, sem que se faça a lição de casa antes, seja a solução dos problemas”, disse Queiroga. “O sistema de saúde é tripartite. Medidas mais extremas precisam ser tomadas de forma localizada.”

O ministro afirmou ainda que “não é com lei e colocando multa que conseguiremos a adesão das pessoas”. “[É] Com campanhas educativas mostrando a importância do uso de máscaras”, completou.

Em um outro momento, Queiroga garantiu que o Governo Federal não adotará medidas autoritárias. “Temos que adotar medidas eficientes que evitem lockdown. A população não adere ao [isolamento social radical]”, declarou, em entrevista coletiva.

Por fim, o ministro informou que a prioridade do Ministério, neste momento, é a distribuição de doses da vacina. “É o mesmo governo, do presidente Jair Messias Bolsonaro, e vamos avançar nas políticas que estavam sendo realizadas. Destaco a política de vacinação”, disse Queiroga, destacando o objetivo de imunizar 1 milhão de brasileiros por dia a partir de abril.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: