fbpx
lula desiste de processo, carina belomé, vídeo, 50 mil, indenização, eleitores do lula
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Lula desiste de processo contra jornalista



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desistiu de ação contra a jornalista independente Carina Belomé, na última quarta-feira (29). Em junho deste ano, a jornalista gaúcha foi processada pelo ex-presidente por postar um vídeo em que questionava quem seria o candidato de alguns criminosos e indivíduos de comportamentos não aceitáveis pelo cidadão de bem. O petista pediu na justiça a retirada do vídeo das redes sociais e uma indenização de R$ 50 mil.

Na primeira decisão, o juiz Rodrigo Gorga Campos, da 9ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, negou a retirada do vídeo das redes sociais da jornalista por entender que não houve “irreparável perigo de dano à imagem do requerente”. À época o magistrado também salientou que “a liberdade de pensamento é direito básico previsto no artigo 5º, inciso IV, da Constituição Federal, assim como o direito à informação (art.220, CF)”. Depois que o juiz recusou-se a censurar o vídeo da jornalista, a defesa do político desistiu de pedir a indenização.

“Luiz Inácio Lula Da Silva, já qualificado nos autos do processo em epígrafe, vem, por meio de seus advogados, nos termos do artigo 485, inciso VIII do Código de Processo Civil, requerer a desistência do presente feito, de forma que seja extinto sem resolução do mérito”, afirma o documento da defesa.

O vídeo que motivou os processos questiona quem será o candidato à presidência da República de integrantes do MST, pessoas que queimam bandeiras, que quebram imagens de Nossa Senhora, colocam a cruz no orifício anal, que querem a liberação da maconha, da pedofilia, que arrastam e fazem suas necessidades na imagem de Jesus.  A disputa do diálogo se daria entre o ex-presidente Lula e o atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro.

Sobre a alegação da defesa do político de que a jornalista estaria ofendendo os eleitores do petista, a profissional afirma que em nenhum momento quis ofender os apoiadores do ex-presidente. A jornalista afirmou que embora o texto não seja de sua autoria reflete sua opinião a respeito de quem seria o candidato dos indivíduos em questão.

Curiosamente, a despeito do político ter se mostrado ofendido em ser o candidato dos sujeitos citados no vídeo, em 2019, jornais da velha mídia destacaram o sucesso de Fernando Haddad (PT) entre presidiários, durante as eleições de 2018. Em 2014, algo semelhante ocorreu com a ex-presidente Dilma Rousseff, em São Paulo. A candidata à presidência foi campeã de votos no estado, entre presos.

Sobre o Colunista

Andréia Luiza Matias

Jornalista, locutora, apresentadora, mãe e esposa.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: