fbpx

Macron não aguentou a pressão dos coletes amarelos



O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, anunciou que o governo da França irá suspender o aumento dos impostos sobre os combustíveis, previsto para 1º de janeiro, para tentar acalmar os protestos dos “coletes amarelos”

“Nenhum imposto merece pôr em perigo a unidade da Nação”, declarou o primeiro-ministro, referindo-se aos protestos violentos do fim de semana.

“É preciso estar surdo” para “não ouvir a cólera” dos franceses, acrescentou o premiê francês, que anunciou as medidas em um discurso transmitido pela televisão.

Para tentar conter a revolta da população, o governo também anunciou a suspensão da alta das tarifas do gás e de energia elétrica durante o inverno.

Várias pessoas do movimento “coletes amarelos” já se pronunciaram dizendo que a medida é “insuficiente”.

“Os franceses não querem migalhas”, disse à AFP Benjamin Cauchy, presente nos protestos de rua.

Fonte: AFP

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

5 Comentários

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...