fbpx

Marcelo Álvaro foi demitido após briga com Ramos

FOTO: VALTER CAMPANATO/AG BRASIL)


O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta quarta-feira (9), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A decisão teria ocorrido depois de o ministro discutir, em grupo de WhatsApp, com o titular da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Marcelo Álvaro teria acusado Ramos de usar sua pasta para negociar cargos com no Congresso, de acordo com as informações do Brasil Sem Medo.

Ainda de acordo com o site, após uma reunião considerada “tensa” no Palácio do Planalto com Bolsonaro, Marcelo Álvaro, já ciente da demissão, saiu da sala de reunião e xingou o ministro Ramos na frente de todos os que estavam presentes no local.

As negociações de Ramos para colocar partidos de esquerda ou políticos que divergem do que pensa o presidente Jair Bolsonaro já foi evidenciada pelo Terça Livre.

Tanto a Secretaria de Governo de Ramos, quanto a Casa Civil de Braga Neto, já autorizaram milhões de reais em emendas para partidos de esquerda em troca de negociações políticas.

Somente o deputado federal Orlando Silva, do PCdoB, que concorreu à prefeitura de São Paulo, recebeu mais de dois milhões em emendas, de acordo com o Portal da Transparência. Veja o documento.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também é alvo frequente de Ramos, que trabalharia nos bastidores para colocar militares em cargos na pasta.

Leia também:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: