fbpx

Médicos se manifestam contra a vacinação obrigatória

Nise Yamaguchi 2


Mais de 100 médicos junto a várias associações médicas publicaram na última terça-feira (27/10), uma carta aberta no site CitizenGo reivindicando aos chefes do Legislativo e Judiciário a não obrigatoriedade de vacinação contra a Covid-19.

A partir da carta, formou-se uma petição on-line direcionada ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), para revogação do inciso III, do art. 3º da lei 13.979/2020, que impõe a obrigatoriedade da vacinação.

Os médicos questionam o quesito ético e científico da obrigatoriedade da vacinação e ressaltam que as possíveis reações danosas a que a população estaria sujeita caso tomasse a vacina recairia sobre os que a desenvolveram e aprovaram, ou seja, sobre os fornecedores e sobre o governo.

Eles consideram que as vacinas candidatas ao programa de imunização atual se encontram em fase de desenvolvimento e são testadas em voluntários jovens e saudáveis. Logo, além da comunidade científica não ter tido tempo suficiente para avaliar as reações graves e danos irreversíveis que podem decorrer da vacina, ela não pode presumir quais serão os efeitos adversos causados a crianças, grávidas e pacientes com várias patologias.

Os profissionais argumentam ainda que os últimos estudos a nível global a respeito do vírus mostram o índice de letalidade considerado baixo, de 0,3, e que o tratamento precoce com fármacos apresenta resultados eficazes na redução da mortalidade e de baixo custo à população.
Que o zelo e a segurança da saúde dos brasileiros seja a prioridade em detrimento aos interesses mercadológicos, ideológicos e políticos.”, diz a carta.

Ainda sobre os riscos, os doutores apresentam uma preocupação quanto à hiperestimulação do sistema imunológico que pode ocorrer caso, em decorrência das inúmeras plataformas vacinais, a população seja exposta a mais de um tipo de vacina, ou caso sejam vacinadas as pessoas que já tiveram contato com o vírus.

Os mais de 100 médicos que assinaram a carta concluem que a vacinação obrigatória fere o princípio ético de primeiro não fazer o mal e os princípios constitucionais da inviolabilidade da vida humana e da dignidade da pessoa humana. Por fim, reiteram que a individualidade e o direito de objeção dos brasileiros devem ser respeitados e garantidos.

Até o momento, segundo o site CitizenGo, quase 30 mil cidadãos já assinaram a petição.

Confira a carta e a petição:

https://www.citizengo.org/pt-br/182712-pela-revogacao-do-inciso-iii-d-do-art-3o-da-lei-139792020-que-impoe-obrigatoriedade-da

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: