fbpx

Mercado procura defesa no dólar



 

Há cerca de três semanas com expectativas positivas de apreciação do real, o dólar norte-americano tinha projeção de recuo para casa dos R$ 4,50.

Em movimento contrário a essas expectativas, o dólar reagiu e superou novamente a casa dos R$ 5,00. No dia 23 de junho, a cotação do dólar comercial era de R$ 4,95. Considerando, nesse momento, que a cotação, do dólar é de R$ 5,22, houve uma valorização no período de 5,45%.

O cenário político conturbado pela desastrosa condução da CPI do Covid-19 e pela instabilidade jurídica provocada por atos e palavras de ministros do STF repercutiram negativamente na renda variável, nas operações na B3, que opera, no momento, em queda de 1,05%, a 125.632 pontos.

Pode-se acrescentar a esse cenário crítico o crescimento da bolsa americana e a apreciação do dólar externamente.

A equipe econômica do governo tem atuado diligentemente para o equilíbrio macroeconômico. Contudo, o risco Brasil, é meramente político e jurídico, fatores esses que só podem ser mitigados com a ação do povo.

Sobre o Colunista

Carlos Dias

Analista político. Especialista em Política e Estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra. Escritor, Jornalista e Filósofo independente. Membro Honorário da Academia Brasileira de Filosofia. Membro do Centro Brasileiro de Estudos Estratégicos - CEBRES.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: