fbpx

Mesmo com o aumento de 300%, novo salário mínimo da Venezuela não compra 1Kg de carne



O governo de Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, anunciou um aumento de quase 300% no salário mínimo. Com o novo valor anunciado no último sábado (1) – Dia do Trabalho –, não é possível comprar nem 1Kg de carne, devido à desenfreada hiperinflação no país.

O salário mínimo antes do aumento se encontrava em 1,8 milhão de bolívares (US$ 0,63). Com o aumento, passou para 7 milhões (US$ 2,50). Somado a um “benefício” alimentação de 3 milhões de bolívares, o salário mínimo do pais socialista chega a 10 milhões de bolívares, o mesmo que US$ 3,50.

“Entra em vigor um aumento do salário mínimo para 7 milhões de bolívares”, informou o ministro do Trabalho, Eduardo Piñate, durante uma cerimônia ocasião do dia 1º de maio.

Com este valor não é possível comprar nem 1 Kg de carne, ou, ainda, uma caixa com 30 ovos.

Devido à desenfreada hiperinflação, além de forçar uma dolarização da economia venezuelana, o governo do país socialista começou a imprimir cédulas de 200 mil, 500 mil e 1 milhão de bolívares.

Segundo um estudo divulgado no mês passado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), a Venezuela será o país mais pobre da América Latina e Caribe em 2021, ultrapassando até mesmo o Haiti.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: