fbpx

Mesmo vacinado, presidente da Argentina testa positivo para covid-19



O presidente da Argentina, Alberto Fernández, mesmo já tendo recebido as duas doses da vacina russa Sputnik há quase dois meses, comunicou no último sábado (3) que testou positivo para Covid-19.

“Para informação de todos e todas, me encontro bem fisicamente e, embora quisesse terminar o dia do meu aniversário sem essa notícia, também estou de bom humor”, afirmou Fernández em uma publicação no Twitter. Ele completou 62 anos na sexta-feira (2).

Ainda em 21 de janeiro, o peronista havia recebido a primeira dose da vacina russa Sputnik, e três semanas depois recebeu a segunda dose.

A entidade responsável pela produção da vacina russa, Instituto Gamaleya, respondeu à publicação do presidente da Argentina argumentando que a taxa de eficácia do imunizante é de 91,6%.

“Estamos muito tristes por ouvir isso. A Sputnik V é 91,6% eficaz contra a infecção e 100% eficaz contra casos graves. Se a infecção for realmente confirmada, a vacinação garante uma rápida recuperação, sem sintomas graves”, disse a entidade.

Após o comunicado, Vladimir Putin ligou para o presidente peronista para saber como estava o seu estado de saúde e se colocar à disposição de qualquer possível necessidade.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: