fbpx

Mike Pence: Vice-presidente rejeita invocar a 25ª Emenda

Chip Somodevilla/Getty Images


O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, enviou uma carta à presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, recusando-se a invocar a 25ª Emenda da Constituição contra Donald Trump.

“Exorto você e todos os membros do Congresso a evitar ações que possam dividir e inflamar ainda mais as paixões do momento”, escreveu Pence. (Leia a carta abaixo na íntegra)

Nesta terça-feira (12), a Câmara aprovou uma resolução instando Pence a invocar a 25ª Emenda com uma votação de 223-205.

O dispositivo rejeitado por Pence permitiria que o vice e o gabinete do governo destituíssem o presidente do cargo por incapacidade de continuar no poder.

Vários republicanos votaram a favor da resolução, incluindo a terceira líder do Partido Republicano na Câmara, Liz Cheney. Pence disse “não acreditar que a ação seja do interesse da nação ou consistente com a Constituição”.

“Na semana passada, não cedi à pressão para exercer poder além da minha autoridade constitucional para determinar o resultado da eleição, e agora não vou ceder aos esforços da Câmara dos Deputados para jogar jogos políticos em um momento tão sério na vida de nossa nação ”, escreveu Pence.

O vice-presidente argumentou que a 25ª emenda só deve ser usada quando se trata de uma razão médica ou incapacidade mental. “De acordo com nossa Constituição, a 25ª emenda não é um meio de punição ou usurpação”, escreveu Pence. “Invocar a 25ª emenda de tal maneira abriria um precedente terrível.”

Pelosi já havia dito que se Pence se recusasse a invocar a 25ª emenda, a Câmara avançaria e votaria o impeachment de Trump.

Veja a íntegra da carta:

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...