fbpx

‘Misterioso movimento de bastidores ameaça o país’, diz José Carlos Sepúlveda



 

O analista político José Carlos Sepúlveda apontou durante o Boletim da Manhã de quinta-feira (8) que um sério movimento de bastidores pode estar ameaçando o Brasil atualmente. A análise de Sepúlveda ocorre após o presidente Bolsonaro fazer uma publicação no Twitter sugerindo ser alvo de perseguição.

É um tweet gravíssimo, a meu ver. Espanta que a mídia tenha ficado em um absoluto silêncio, não pediu um esclarecimento a esse respeito, institucionalmente não se viu ninguém se pronunciar sobre aquilo e pedir esclarecimentos ao presidente da República”, ressaltou o analista político, sugerindo em seguida que o presidente Bolsonaro estaria “pavimentando um caminho”.

Em sua fala, José Carlos Sepúlveda também deu destaque ao fato de o ministro Barroso, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e ainda outros ministros do Supremo estarem interferindo no Parlamento brasileiro.

“Agora, será que há apenas um poder no Brasil que não pode ser contido legalmente? Que pode extrapolar de todos os seus limites, abusar do poder, violar a Constituição e ninguém o pode parar?”, questionou Sepúlveda ao se referir aos ministros da Suprema Corte. 

“Isso tudo tem que ser apurado e responsabilizado, porque existem métodos para responsabilizar legalmente quem pratica essas ilegalidades”, completou.

Ao comentar sobre o voto impresso auditável, o analista político lembrou uma fala do ministro Fachin, que declarou que seria um atentado ao espírito da Constituição, que seria contra a democracia ter eleições mais transparentes por meio do voto impresso auditável.

“Vejam que tivemos ontem ou anteontem o Lula saindo e pondo-se ao lado do Barroso para dizer que não podemos permitir um voto auditável”, lembrou Sepúlveda.

“Bem, o presidente agora disse que vai falar de provas, vai mostrar que sim, os resultados deveriam ter sido outros. […] Isso tudo mostra, a meu ver, que o Brasil está em uma grave crise. As instituições foram tomadas por pessoas que as estão se prostituindo, como, por exemplo, o Congresso”, apontou Sepúlveda, que questionou ainda a presença de entidades estrangeiras no país, que “estão agindo nos subterrâneos, nos corredores e nos bastidores da política e da justiça”.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: