fbpx

“Não abusem da paciência do povo brasileiro”, diz Bolsonaro



Em visita a uma comunidade próxima à Brasília no último sábado (10), o presidente da República, Jair Bolsonaro, manifestou mais uma vez seu apoio ao povo brasileiro e criticou as medidas autoritárias tomadas por muitos governadores e referendadas pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Tudo tem um limite”, disse o presidente ao citar uma medida do decreto do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), que permite que o estado tome bens privados em nome da pandemia.

“Eu e todo meu Governo, nós estamos ao lado do povo! Todos os 23 Ministérios estão ao lado do povo. Não abusem da paciência do povo brasileiro”, continuou.

Ao visitar uma casa de venezuelanos que fugiram da ditadura do político socialista Nicolás Maduro, o chefe do Executivo criticou ainda as medidas adotadas pelo governador de São Paulo, João Doria.

“Lamento os superpoderes que o Supremo Tribunal Federal deu a governadores e prefeitos para fechar inclusive salas, igrejas, de cultos religiosos. É um absurdo dos absurdos. É o artigo quinto da Constituição. Não vale o artigo quinto da Constituição, não tá valendo mais, tá valendo o decreto do governador lá na frente”, declarou Bolsonaro.

“Quem fechou o comércio e obrigou o povo a ficar em casa não fui eu. Eu tenho poder para, em uma canetada, fazer lockdown no Brasil todo. Mas isso não será feito”, completou.

O presidente ainda lamentou os comércios que têm sido afetados diretamente pela política do “Fique em Casa”, e reiterou que seu governo continuará trabalhando pelos cidadãos e contra as medidas autoritárias.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: