fbpx

Novos agravantes surgem sobre a origem do vírus, analisa Paulo Figueiredo



O analista político Paulo Figueiredo, durante o programa Radar da Mídia desta segunda-feira (10), analisou a possível existência de uma história por trás do vírus chinês. Figueiredo também comentou sobre os novos agravantes que surgiram sobre a origem do vírus.

“A empresa que financiava o laboratório e também o artigo que afirmava que a origem do vírus era natural eram patrocinados através de bolsas pelo Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA, cujo principal cientista quem é? Ele mesmo, Anthony Fauci, o homem que está por trás de todas as políticas de combate à Covid dos EUA, que influenciaram, por consequência, todas as políticas de combate à Covid no mundo”, apontou o analista político.

E completou: “agora, a pergunta que todos estão fazendo, inclusive um congressista americano, é: qual o relacionamento do instituto America com 0 laboratório de Wuhan? Não é exagero dizer que, se essa teoria estiver correta, o instituto do Dr. Anthony Fauci financiou a criação do coronavírus”.

Paulo Figueiredo também destacou que, mesmo sendo a empresa australiana de jornalismo Sky News quem deu publicidade ao documento, o primeiro a comentar  sobre a informação, no entanto, não foi ela, nem as mídias dos Estados Unidos, onde saiu primeiro a matéria, mas sim a administração anterior do governo americano.

“Eu queria chamar a atenção para o dia 15 de janeiro de 2020, quando Donald Trump ainda era presidente e Mike Pompeo fazia parte do governo. Pompeo, inclusive, deu uma declaração dizendo: ‘Os EUA têm razões para acreditar que funcionários do laboratório de Wuhan pegaram Covid meses antes da pandemia’, então já existia essa informação”, lembrou o Figueiredo.

“Essa era uma dúvida que circulava na internet desde o início, porque a cidade que começou a apresentar os primeiros casos de coronavírus, Wuhan, tem justamente um laboratório especializado em estudos do vírus específico do coronavírus, e agora foi descoberto que é financiado para uso militar, o que eles chamam de adicionamento de função a esses vírus existentes na natureza”, apontou o analista político.

E acrescentou: “em 19 de fevereiro de 2020, ou seja, muito antes da epidemia se espalhar, o jornal The Lancet publicou o seguinte: ‘Nós estamos juntos para condenar veemente as teorias da conspiração que sugerem que a Covid-19 não tem uma origem natural’, mas se sabia muito pouco sobre a origem do vírus. Eles concluíram: ‘Os cientistas de forma esmagadora concluem que esse coronavírus se originou na vida selvagem’, mas que coisa estranha, porque eles vieram fazer essa publicação? Mais tarde, descobriram que o artigo do The Lancet foi escrito por uma pessoa que tem uma organização que financia as pesquisas no laboratório de Wuhan”.

“As pessoas que vieram a público dizer que o coronavírus não tinha uma origem do laboratório eram justamente as pessoas que financiaram as pesquisas do mesmo laboratório, só que elas não declararam isso”, finalizou Paulo Figueiredo.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: