fbpx

‘O PT vai de Lula em 2022, não tem plano B’, diz vice-presidente do partido



O vice-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Washington Quaquá, declarou, em uma entrevista ao site DW, divulgada na última segunda-feira (31),  que Luiz Inácio Lula da Silva vai disputar as eleições de 2022.

Segundo Washington Quaquá, o PT não tem uma segunda opção para disputar a Presidência da República em 2022, há “zero” chances de plano B. “Ele vem com sangue no olho. O velho está com vontade”, disse o vice-presidente ao se referir a Lula.

Sobre as acusações de corrupção envolvendo o Partido dos Trabalhadores nos últimos anos, Washington Quaquá alegou que “qualquer organização humana comete equívocos”

“Mas nossos equívocos não são de corrupção. Claro que pontualmente você pode ter alguém que se envolva em casos de corrupção”, afirmou Quaquá.

“O PT sofreu muito uma perseguição brutal, mas é um partido muito enraizado. Dos seringueiros do Acre aos agricultores do Rio Grande do Sul tem petista. É um partido muito forte. Tem raiz. Não se acaba com um partido como o nosso só por uma campanha de marketing. A gente sofreu muito, mas se reergueu. E não há um símbolo maior dessa luta do que o Lula”, completou o político.

Disse ainda que não vê a necessidade do PT fazer um “mea culpa”. “Um partido desse tamanho não faz ‘mea-culpa'”, afirmou o vice-presidente do PT.

Durante a entrevista, Washington Quaquá também garantiu que Lula está bem de saúde. “Ele está muito bem fisicamente. É candidato! Está com desejo e vontade que poucos têm”, ressaltou.

Segundo o político, se Lula voltar, o Centrão também vai se voltar para o petista na presidência. “Tancredo Neves disse uma vez: entre a Bíblia O capital, o PSD fica com o Diário Oficial. O centro no Brasil, entre a esquerda ou a direita, fica com o Diário Oficial, com quem tem a caneta”, disse o vice-presidente.

Por fim, Washington Quaquá garantiu que, com a volta do petista, o PT vai implementar a “política da distribuição de renda através do aumento do salário mínimo acima da inflação, além da renda básica para uma parte grande da população”. 

Para implementar essas medidas, o vice-presidente do PT também garantiu uma “política tributária que financie tudo isso”. “Não tem jeito: vamos taxar os ricos neste país”, concluiu.

Atualmente, o ex-presidente Lula conseguiu se tornar elegível após o Supremo Tribunal Federal (STF) declarar o ex-juiz Sergio Moro como suspeito ao condenar o ex-presidente no âmbito da Operação Lava Jato. O ex-presidiário, portanto, teve todas as suas condenações anuladas e, consequentemente, poderá se candidatar nas próximas eleições.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: