fbpx

O ser humano não pode ser reduzido à sexualidade, analisa Max Cardoso



O jornalista Max Cardoso ressaltou durante o Boletim da Manhã de sexta-feira (25) a importância da humanidade no ser humano, que não deve ser reduzida à sexualidade.

Segundo o jornalista, diversas entidades nos últimos anos vêm buscando uma deturpação do que é a vida humana, simplesmente para que cada pessoa satisfaça a própria vontade a qualquer custo, mesmo que isso signifique perder a própria liberdade.

Max Cardoso também lembrou que isso vem acontecendo sobretudo com as crianças, por meio das tentativas de sexualizá-las o quanto antes. Além disso, atualmente, muitos grupos de pessoas são rotuladas por sua sexualidade. No entanto, isso é uma “redução antropológica gravíssima, porque o ser humano não se resume à sexualidade. Quer dizer que se uma pessoa tiver uma doença e ela for incapaz de praticar o ato sexual, ela é menos ser humano do que o outro? Porque é isso que parece”, apontou.

O jornalista reconheceu ainda que quando um ser humano é reduzido à sua sexualidade, ele é rebaixado, na verdade, ao status de simples “animal”. Nesse caso, além de ser rebaixado, o ser humano também perde a capacidade de perceber que existem coisas certas e erradas, por exemplo. “Isso é o que há de mais alto no ser humano (…) e o animal não tem essa mesma percepção”, concluiu Max Cardoso.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: