fbpx

O silêncio do estranho caso da grávida morta no Rio de Janeiro



 

O corpo de uma grávida de 23 anos foi encontrado em setembro do ano passado próximo a uma linha de trem no Rio de Janeiro. Thaysa Campos dos Santos estava no oitavo mês de gestação. Segundo o laudo que o jornal Extra teve acesso e divulgou no último domingo (4), a bebê, no entanto, não foi encontrada.

Segundo moradores, a vítima foi achada na linha por onde passa o ramal de Santa Cruz. No local, os familiares fizeram o reconhecimento e confirmaram a identidade da jovem que havia desaparecido no dia 3 de setembro.

Nesta semana, o perito de medicina legal da UERJ Nelson Massini afirmou ao portal R7 que acredita que a grávida pode ter sido submetida a um procedimento de aborto mal sucedido em uma clínica clandestina.

Segundo o especialista, é possível que a criança, que não foi localizada no ventre de Thaysa, também esteja morta. O pai da bebê seria casado e, por essa razão, a paternidade seria indesejada. As suspeitas ainda não foram confirmadas.

No entanto, outra suspeita foi levantada por um vídeo que está em poder dos investigadores de uma Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, que possivelmente revela os últimos momentos de vida da jovem que trabalhava como manicure. 

Familiares da vítima que assistiram à filmagem disseram que ela aparecia sendo abordada por um homem na plataforma da linha férrea, quando voltava da casa de uma amiga. 

O jornalista Allan dos Santos, durante o Boletim da Noite de quarta-feira (7), lamentou a morte da jovem e, ainda, o silêncio da mídia com relação ao caso.

“Se colocarmos o nome dessa jovem assassinada brutalmente na internet, ela aparece em vários jornais pelo mundo, umas dezenas de matérias em inglês e somente uma meia dúzia em português. A pergunta que não quer calar é a seguinte: onde estão as ONGs que cuidam das mulheres, das grávidas, dos pobres etc? Não tem nada. Sempre fico com uma pulga atrás da orelha quando vejo um caso como esse e as ONGs não tiram proveito, não falam nada, não querem sequer comentar, fico me perguntando se tem algo estranho aqui”, ressaltou.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: