fbpx

Partidos de Macron e Le Pen perdem eleições regionais



 

Os partidos de Emmanuel Macron e Marine Le Pen perderam no segundo turno das eleições regionais na França nesse último domingo (27). Os partidos de ambos não conseguiram o comando de nenhuma das 13 regiões do país (os cargos são equivalentes aos de governador no Brasil). Com a derrota, os dois políticos, apontados como os principais candidatos às eleições presidenciais de 2022, ficam em alerta.

Nas eleições regionais do último final de semana, as siglas mais conservadores da França levaram a melhor. Segundo os dados preliminares, as coalizões de centro-direita, lideradas pela legenda Os Republicanos, conquistaram sete das 13 regiões. Já a esquerda, liderada pelo Partido Socialista, conquistou cinco regiões. Houve ainda a vitória de uma sigla regional.

Em porcentagem, a direita ficou com 38% dos votos e a esquerda com 34,5%. Um dado interessante é que a abstenção chegou a 66,7%, o que se justifica por causa da insatisfação com Macron e Le Pen diante da pandemia do vírus chinês.

Em 2022, a França decidirá quem será o próximo presidente da República. Macron e Le Pen vêm se movimentando nos bastidores para tentar recuperar o que foi perdido.

O analista político Italo Lorenzon alertou durante o Boletim da Manhã de terça-feira (29) sobre as figuras de Macron e Le Pen. Lorenzon apontou que Le Pen, por exemplo, além de possuir proximidade com Putin, pertence a uma direita que faz parte de um bloco de poder globalista.

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: