fbpx

PCCh adota plano para controlar as eleições em Hong Kong



O Partido Comunista da China (PCCh) aprovou na última quinta-feira (11) novas mudanças nas leis eleitorais de Hong Kong. Com as novas políticas, o PCCh possuirá mais controle nas decisões políticas e garantirá que apenas “patriotas” sejam eleitos para governar Hong Kong.

Um novo mecanismo será criado para examinar os candidatos e o comportamento dos vencedores das eleições, para supostamente garantir que apenas aqueles vistos como “patriotas”, leais ao PCCh, tenham permissão para governar Hong Kong.

Segundo o secretário de Relações Exteriores britânico, Dominic Raab, a medida é “o último passo de Pequim para tirar o espaço de debate democrático em Hong Kong”.

“Isso só pode minar ainda mais a confiança na China no cumprimento de suas responsabilidades internacionais e obrigações legais”, disse Raab em um comunicado.

Chris Patten, o último governador britânico de Hong Kong, disse que Pequim quebrou todas as suas promessas.

“O Partido Comunista Chinês mostrou ao mundo mais uma vez que não é confiável. É um perigo contínuo e brutal para todos os que acreditam em sociedades livres e abertas”, disse Patten.

As reformas eleitorais reduzirão ainda mais a representação democrática na ex-colônia britânica e introduzirão um mecanismo para verificar a lealdade dos políticos ao regime comunista chinês.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: