fbpx

Pentágono desenvolve microchip de pele para detectar Covid-19



Médicos da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos Estados Unidos, comandada pelo Pentágono, informou o desenvolvimento de um microchip para ser implantado na pele humana, que será capaz de detectar a infecção pelo vírus chinês

Segundo o pesquisador do Departamento de Defesa da Agência, Dr. Matt Hepburn, durante uma entrevista ao programa “60 Minutes”, do canal CBS (EUA), o microchip tem como objetivo emitir um “sinal de alerta” logo após detectar reações químicas suspeitas para a Covid-19.

Ou seja, o chip coletará constantemente informações do sangue do portador. Hepburn, porém, garantiu que eles não podem rastrear os passos das pessoas ou servir como um instrumento de controle.

“Se trata de um sensor. Aquela coisa verde, minúscula, você coloca debaixo da pele e isso lhe diz se há reações químicas acontecendo dentro do seu corpo, sinal que você terá sintomas amanhã”, informou o infectologista.

Os cientistas disseram ainda que o mecanismo foi desenvolvido inicialmente para o uso militar, visando a conter possíveis surtos em bases militares, como ocorreu entre março e abril do ano passado, onde 1200 militares foram contaminados em um porta-aviões americano.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: