fbpx

PF cumpre mandados de busca na Secretaria Estadual da Saúde e na Câmara de SP



Uma megaoperação da Polícia Federal do Pará, em parceria com o Ministério Público de São Paulo foi realizada nesta  terça-feira (29).

A operação chegou em cinco estados (Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Pará e São Paulo) contra desvio de dinheiro público da saúde.

De acordo com a Justiça, no total, são 237 mandados de busca e apreensão (180 em SP e 57 nos demais Estados) e 64 de prisão temporária, além do sequestro de bens e valores.

Entre os alvos dos agentes estão a Câmara Municipal de São Paulo e a Secretaria estadual de Saúde, bem como escritórios de advocacia, hospitais e ambulatórios médicos em municípios da Grande São Paulo.

Um dos alvos é funcionário do gabinete do vereador paulistano Eliseu Gabriel (PSB). O parlamentar não é investigado. Na pasta, os alvos são uma médica e uma advogada, que fariam parte do suposto esquema.

Outro investigado dos agentes é o governador Helder Barbalho (MDB). Entretanto, não mandados contra ele.

Segundo a Justiça, as irregularidades descobertas pelos investigadores envolvem uma Organização Social que administra hospitais e clínicas em várias cidades do país.

Os donos são suspeitos de pagar propina a agentes públicos para conseguir os contratos que, em geral, são superfaturados.

Os crimes investigados são fraude em licitações, falsidade ideológica, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Com informações: Revista Oeste

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...