fbpx

PF investiga fraude em aquisição de testes para covid-19 no Maranhão



A Polícia Federal com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), deflagraram nesta terça-feira (02) a Operação Estoque Zero, que tem como alvo das investigações a Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento de Pinheiro, no Maranhão.

“Os elementos colhidos pela equipe policial revelaram que funcionários da Secretaria de Saúde e Saneamento de Pinheiro, em conluio com empresários de Teresina (PI), simularam a compra e venda de testes rápidos, por meio da contratação de empresa de fachada que não forneceu o objeto pactuado”, explicou a Polícia Federal (PF), por meio de nota.

O objetivo da ação é desarticular o grupo criminoso especializado em fraudes licitatórias e irregularidades contratuais.

A suspeita é que cerca de R$ 960 mil foram roubados dos cofres públicos em um processo de compra falsa de seis mil testes rápidos para o diagnóstico da covid-19.

De acordo com a PF, o valor desviado fazia parte do montante de recursos públicos federais.

“Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação (Art. 96, inciso I, Lei 8.666/93), peculato (Art. 312, Código Penal), lavagem de capitais (Art. 1º, caput, Lei 9.613/84) e associação criminosa (Art. 288, Código Penal)”, declarou a Polícia Federal.

Ao todo, foram cumpridos 5 Mandados de Busca e Apreensão, 1 Mandado de Suspensão do Exercício de Função Pública e 4 Mandados de Constrição Patrimonial.

O TERÇA LIVRE ESTÁ DE VOLTA NO YOUTUBE, SE INSCREVA:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: