fbpx
Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

PGR conclui que Bolsonaro não cometeu crime ao deixar de usar máscara em manifestação



 

A sub-procuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo, concluiu que o presidente Jair Bolsonaro não cometeu crime ao participar de manifestações com apoiadores sem usar máscara. A petição é uma resposta à notícia-crime impetrada no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

“Não é possível realizar testes rigorosos que comprovem a medida exata da eficácia da máscara de proteção como meio de prevenir a propagação do novo coronavírus. É que seria incabível envolver pessoas numa pesquisa científica e deixá-las, por determinado tempo, sem usar máscaras faciais, ou seja, possivelmente expostas ao contágio de doença que pode vir a ser mortal, somente para medir a efetividade de tais equipamentos de proteção individual”, diz a subprocuradora no documento.

O PT alegava também que Jair Bolsonaro teria utilizado verbas públicas para pagamento de despesas com infraestrutura para os eventos, como aviões militares e aparato de segurança. Um dos exemplos citados, de acordo com o despacho, foi a motociata no Rio de Janeiro, realizada em maio deste ano. Veja o documento na íntegra.

O assunto foi abordado no Boletim da Manhã desta quarta-feira (18).

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: