fbpx

Postura de senadora Mara Gabrilli faz da CPI apenas um palanque político



A postura da senadora Mara Gabrilli, do PSDB de São Paulo, durante oitiva de Eduardo Pazuello na CPI da Covid na última quinta-feira (20), confirmou que a Comissão serve de palanque político aos congressistas.

Após fazer questionamentos ao ex-ministro, a senadora interrompeu o militar e disse que não estava interessada nas respostas. “Eu não estou interessada nas suas respostas”, dise Gabrilli a Pazuello.

“Senadora, muito obrigado pelas suas perguntas…”, disse o militar, antes de ser interrompido pela senadora, que questionou ao presidente da sessão, o senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), se poderia utilizar o tempo de resposta do ex-ministro para fazer novas perguntas, e justificou: “porque, na verdade, eu não estou interessada na resposta dele”.

O senador Randolfe Rodrigues, sob risos, decidiu por conceder à senadora o tempo de resposta do ex-ministro. Ao finalizar os questionamentos, o presidente perguntou se Pazuello gostaria de responder à parlamentar. “Ela disse que não era necessário ser respondido”, concluiu o general.

Ao comentar o caso, o comentarista político Carlos Dias, durante o Boletim da Manhã desta sexta-feira (21), ressaltou o “circo de horror” que vem acontecendo durante a CPI da Covid, a qual aparentemente se transformou em um palanque político.

“Ali não é uma comissão de apuração, absolutamente, é uma comissão política que se instalou no interesse da oposição, e nós vemos esses tipos de comentários que, na verdade, são exatamente discursos, que poderiam ser feitos na tribuna e não terão nenhuma consistência do ponto de vista do campo jurídico para surtir efeito”, analisou Carlos Dias.

“Porque é uma CPI que não poderia nem – repito – ter sido aprovada, porque o objeto dela não existe, pois, não existe omissão por parte do Governo Federal, esse é o ponto central daquela CPI. Não houve omissão, houve até sobra de recursos, as nossas entidades federativas não operaram com responsabilidade”, concluiu o analista político.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: