fbpx

Preço do óleo de soja cresce mais de 90% na cidade de SP em 12 meses



A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), conforme os dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), apontou que o preço de alguns itens da cesta básica, como o óleo de soja, cresceu mais de 90% na cidade de São Paulo nos últimos 12 meses.

Conforme os dados da entidade, a cesta básica em São Paulo teve um aumento médio de 19,09% no período analisado. Os preços do óleo de soja e do arroz foram os que mais aumentaram, com respectivamente 91,88% e 63,22% de aumento. O feijão, que é um produto de grande consumo dos brasileiros, teve um aumento de 23,52%. Já a carne bovina acumulou um aumento de 31,62% nos últimos 12 meses.

Ainda sobre os dados do IPC, as carnes (coxão duro, acém e o músculo) consumidas sobretudo por famílias de baixa renda, foram as que mais aumentaram em 12 meses.

A alta coincide com os meses em que os paulistanos tiveram que enfrentar duras medidas de restrições, impostas pelo prefeito Bruno Covas e pelo governador de São Paulo, João Doria.

O analista político Carlos Dias, durante o Boletim da Noite de terça-feira (20), lembrou que “a questão da soja, em parte, se dá por uma demanda excessiva do mercado chinês”.

“A China tem comprado de maneira significativa a soja brasileira e também proteína animal” destacou Carlos Dias. “É importante colocar que existe uma pressão externa em função das exportações que foram feitas para a China”.

Carlos Dias lembrou ainda que as medidas do governador Doria também colaboraram para a escassez de alimentos. “Gerou [as medidas de Doria] uma pressão efetiva [sobre a demanda de produtos]. O sujeito ao invés de ir ao supermercado toda semana ou a cada quinze dias, como era o fluxo normal de ida, passou a ir menos vezes e comprar o mesmo produto em maior quantidade para fazer um estoque em casa”, isso contribui para o desabastacimento, aumento de preço e gera inflação.

E acrescentou: “Lógico que houve pressão da demanda externa, mas também houve essa estratégia interna de gerar um dano à economia, fazendo com que houvesse um desabastecimento para gerar o caos social”, apontou o analista político. “Não são fatores econômicos. São fatores políticos que influenciaram as condições econômicas. […] E isso foi medido, planejado e executado. É um verdadeiro crime o que essa gente fez”, finalizou.

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: