fbpx

Preocupado com lealdade a Trump, Biden terá uma nova equipe no Serviço Secreto



Espera-se que Joe Biden receba proteção do Serviço Secreto com uma nova equipe que é mais familiar para ele e substitua alguns agentes em meio às preocupações de que eles possam ser aliados politicamente de Donald Trump.

Com a troca da guarda, assim como do homem que será vigiado na Casa Branca, a equipe de segurança de Biden passará por algumas mudanças de pessoal, informou o Washington Post na semana passada.

Vários agentes “seniores” do Serviço Secreto estão prestes a retornar à equipe de proteção do presidente eleito e Biden conhece bem esses agentes porque eles protegeram ele e sua família durante seu tempo como vice-presidente.

Reatribuições e promoções são comuns durante os períodos de transição entre as administrações presidenciais e têm como objetivo aumentar o conforto e a confiança entre um presidente eleito e sua equipe de segurança, que acompanha de perto o comandante em chefe, inclusive durante momentos privados e discussões delicadas, informou o The Guardian.

Embora as mudanças de pessoal sejam típicas, vários incidentes supostamente contribuíram para as preocupações dos aliados de Biden de que alguns agentes e oficiais poderiam ser leais a Trump.

Alguns membros da equipe do presidente supostamente exortaram seus colegas a não usarem máscaras durante viagens, por exemplo.

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Esposa, jornalista, tupãense e católica. 23 anos.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: