fbpx

Presidente Bolsonaro rebate críticas de senadores sobre produção de cloroquina



Durante sua live semanal desta quinta-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o ativismo dos senadores que insistem em denunciar o Governo Federal pela suposta super produção de cloroquina em 2020.

O tema foi foco recorrente dos senadores durante o depoimento dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, e do atual ministro, Marcelo Queiroga, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

“A CPI hoje bateu muito no Queiroga, né? ‘Cloroquina, Cloroquina, Cloroquina’, o tempo todo cloroquina”, disse o chefe do Executivo brasileiro.

O presidente lembrou que a medicação é largamente usada na região amazônica para combater a malária, o Lúpus e até artrite, e com o aumento do consumo, o Governo Federal teve que aumentar a produção, no entanto, não havia insumo para a produção básica.

“Então, quando acusam ‘a gente’ produziu, a hidroxicloroquina em excesso, mentira! Foi um sacrifício para conseguir quinhentos quilos com a Índia (…) Agora tem uns canalhas aí que falam ‘Ah, gastou com cloroquina em excesso’, gastou quanto, malandro? Fala quanto, canalha?”, rebateu o presidente.

Jair Bolsonaro também classificou como canalhas aqueles que criticam o tratamento precoce, mas não apresentam alternativas para o tratamento da população.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: