fbpx

Presidente da França admite erros no plano de vacinação do seu país

Emmanuel Macron


O presidente da França, Emmanuel Macron, admitiu, durante uma entrevista nesta semana a um canal de TV da Grécia. erros no plano de vacinação de seu país.

Macron reconheceu não esperar que a disponibilidade de vacinas aconteceria de forma tão rápida, e que, por isso, acabou não se adiantando na elaboração de imunização em massa.

“Todo mundo, todos os especialistas disseram: nunca na história da humanidade uma vacina foi desenvolvida em menos de um ano”, declarou Macron.

“Fomos muito lentos”, disse o líder francês, “mais lentos que os Estados Unidos”, admitiu. “Erramos por falta de ambição. (…) Somos racionais demais, talvez”, argumentou Macron.

Atualmente, não somente a França, mas toda a União Europeia está atrasada no processo para disponibilizar vacinas à sua população. Por outro lado, o Brasil é o quinto país no mundo e o primeiro dos BRICs em vacinação contra o vírus chinês.

A grande mídia, porém, insiste, injustamente, que o Governo Federal brasileiro está atrasado e é irresponsável, e acusa falsamente o presidente da República, Jair Bolsonaro, de “genocida”, e ainda, aparentemente, caçoa da população, dizendo que “o choro é livre”.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: