fbpx

Presidente da Ucrânia convida Putin para um encontro em área sob disputa



O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, convidou na última terça-feira (20) o líder russo Vladimir Putin para uma reunião na área sob disputa de Donbass, no leste ucraniano. O local do encontro está sob o domínio da Rússia desde 2014.

“Estou pronto para ir ainda mais longe e convidá-los a se reunirem em qualquer parte do Donbass ucraniano onde a guerra esteja ocorrendo”, disse Zelenskiy, em um discurso à nação.

O presidente ucraniano declarou que deseja evitar conflitos que causem mortes de milhões de pessoas, mas garante que, se preciso, seu país está preparado para a guerra.

“A Ucrânia quer uma guerra? Não. E está preparada para ela? Sim. Não temos medo, já que temos um exército incrível”, declarou o presidente Zelensky. “Não destruiremos as outras terras e povos. Mas isto não significa que permitamos que nos destruam”.

No mesmo dia em que houve o convite de se reunir, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, acusou a Rússia de deslocar um grande número de efetivo militar para as fronteiras, alertando que o país comunista logo terá 120 mil soldados na fronteira. Moscou, no entanto, garante ser apenas um exercício militar de treinamento.

“As tropas russas continuam chegando nas proximidades de nossas fronteiras no nordeste, no leste e no sul. Em cerca de uma semana, eles devem alcançar uma força combinada de mais de 120 mil soldados”, disse Kuleba.

“Um número considerável de tropas russas está concentrado perto de nossa fronteira. Oficialmente, a Rússia chama isso de exercícios militares. Extraoficialmente, o mundo inteiro chama essas coisas de chantagem”, apontou o presidente ucraniano Zelenskiy.

“O presidente russo disse uma vez que se uma luta é inevitável, você precisa atacar primeiro. Mas todo líder precisa entender que uma luta não deve ser inevitável quando se trata de uma guerra real e milhões de vidas humanas”, acrescentou.

Tanto os EUA quanto a OTAN ficaram alarmados com o grande aumento de tropas russas perto da Ucrânia e na Crimeia. A Rússia, por sua vez, acusou os Estados Unidos e a OTAN de “atividade provocativa” na região do Mar Negro.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: