fbpx

Preso após virar alvo na Lava-Jato, Alexandre Baldy volta a assumir secretaria de Doria



Depois de ser denunciado e preso pela Operação Lava-Jato, Alexandre Baldy voltou a assumir seu cargo na Secretaria de Transportes Metropolitanos do governador de São Paulo, João Doria.

O governo do Estado de São Paulo confirmou a informação no início da manhã desta quinta-feira (1º).

Como noticiou o Terça Livre, Baldy foi afastado  quando acabou denunciado na Lava-Jato.

O secretário foi preso em 6 de agosto no âmbito da Operação Dardanários após ordem do juiz Federal Marcelo Bretas por suspeita de fraudes em contratos da área de saúde e de receber pelo menos R$ 1,4 milhão em propina.

As investigações apontam que Baldy recebeu R$ 900 mil para favorecer uma empresa num contrato com a Fiocruz e R$ 500 mil para interferir em nome de outra empresa em contrato com a Junta Comercial de Goiás.

De acordo com a PF, identificou-se “conluio entre empresários e agentes públicos, que tinham por finalidade contratações dirigidas”.

Alexandre Baldy foi solto por determinação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Relembre.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...