fbpx

Produtora da MSNBC, Ariana Pekary, pede demissão e classifica a emissora como ‘câncer’

Ariana Pekary


No início de Agosto, ariana Pekary, uma produtora da emissora americana MSNBC, lançou uma carta aberta ácida após pedir demissão — acusando a rede de se tornar um “câncer” que “bloqueia a diversidade de pensamento” e “amplifica vozes marginais”.

Esse câncer arrisca vidas humanas, mesmo no meio de uma pandemia”, escreveu a produtora vencedora de vários prêmios.

Quanto mais tempo eu estava no MSNBC, mais via essas escolhas — é praticamente incorporado ao processo editorial — e essas decisões afetam o conteúdo das notícias todos os dias”, continuou Pekary. “Da mesma forma, é um tabu discutir como o esquema de classificação distorce o conteúdo, ou é simplesmente considerado certo, porque todos na indústria de notícias estão fazendo exatamente a mesma coisa”.

Ela, que iniciou há sete anos na MSNBC com o programa “Up Late with Alec Baldwin”, disse que a abordagem atual forçou “jornalistas qualificados a tomarem decisões erradas diariamente”.

O modelo bloqueia a diversidade de pensamento e conteúdo porque as redes têm incentivos para amplificar vozes e eventos marginais, em detrimento de outros”, escreveu Pekary. “Tudo porque aumenta as classificações”.

Pekary disse ainda que estava claro, quando ela renunciou em 24 de julho, que as classificações já haviam impactado a cobertura eleitoral, com a emissora se concentrando no presidente Trump e menos no ex-vice-presidente Joe Biden.

Qualquer discussão sobre a eleição geralmente se concentra em Donald Trump, não em Joe Biden, uma ofensiva recorrente desde 2016”, escreveu Pekary. “Também é importante garantir que os cidadãos possam votar pelo correio este ano, mas vi esse tópico ser ignorado ou ‘morto’ inúmeras vezes”.

Pelo mesmo motivo, a liderança de Trump se tornou o foco principal da cobertura do coronavírus, em vez de cobrir “a ciência em si”.

À medida que novos detalhes são disponibilizados sobre anticorpos, uma vacina ou como o novo cornonavírus realmente se espalha, os produtores ainda querem se concentrar na [questão] política. Fatos ou estudos importantes são enterrados”, acrescenta.

O mais chocante é que ela disse ter um outro produtor tentado minimizar sua obrigação de relatar as notícias, dizendo: “Nossos telespectadores realmente não nos consideram por causa das notícias. Eles vêm até nós em busca de conforto”.

A portas fechadas, ela disse que outros colegas confidenciaram-na que concordam que a produção de notícias deteriorou-se.

Somos um câncer e não há cura”, lembrou a produtora que um veterano da TV disse isso a ela, concluindo assim: “Mas se você pudesse encontrar uma cura, isso mudaria o mundo”.

Pekary diz que recebeu apoio de outras pessoas, incluindo Baldwin, para parar quando ela expressou preocupação sobre como a emissora lidou com os problemas.

Ela disse que não sabe “exatamente o que vai fazer a seguir” — mas sabia que “simplesmente não poderia ficar mais lá”.

Agora talvez não possamos realmente mudar a estrutura inerentemente quebrada das notícias de TV, mas tenho certeza de que não mudará a menos que realmente enfrentemos isso, publicamente, e pelo menos tentemos mudá-la”, acrescentou Pekary.

A ex-colunista do New York Times Bari Weiss, que compartilhou sua própria carta de demissão no mês passado acusando o jornal de abandonar os princípios jornalísticos, elogiou a postagem de Pekary no Twitter por sua “integridade”.

Um representante da MSNBC disse que a rede leva “a confiança pública que nos foi concedida muito a sério, e ainda mais no ambiente de notícias sem precedentes de hoje”. “É nossa responsabilidade cobrir histórias que sejam críticas para nossos telespectadores”, disse a emissora.

Reportagem do jornalista Allan dos Santos

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: