fbpx

PSOL quer punir Bolsonaro por ligação feita por Kajuru



Deputados militantes do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) protocolaram nesta terça-feira (14) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Após apresentação da denúncia, o ministro Kassio Nunes Marques foi sorteado relator da ação.

Os deputados David Miranda (RJ), Fernanda Melchionna (RS), Sâmia Bomfim (SP) e Vivi Reis (PA) assinam o documento e acusam o presidente da República dos crimes de advocacia administrativa e corrupção ativa.

O motivo das acusações é a ligação feita pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania) a Bolsonaro. Conforme o Terça Livre já noticiou, mas a grande mídia escondeu, a ligação partiu do parlamentar, o que revela que o presidente não teve a intenção de interferir em outro Poder da República.

“A cadeira da Presidência da República está sendo utilizada como instrumento de chantagem, tráfico de influência ou persuasão perante um Poder instituído, inclusive por meio da provocação a um terceiro Poder. O regime democrático, por si só, não permite qualquer espécie de intimidação, mormente quando essa intimidação emana de um Presidente frente a seus adversários”, argumentam os militantes do PSOL no documento.

A notícia-crime ainda acusa Bolsonaro de oferecer “vantagem” ao senador em troca da alteração dos pedidos sobre a CPI da Covid e pela pressão pelo andamento de impeachments contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro Nunes Marques deve avaliar o pedido do PSOL nos próximos dias.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: