fbpx
china

Regime chinês prende homem por causa de sua fé



O Partido Comunista da China (PCCh) prendeu em outubro o cidadão Li Zhigang, um professor particular da cidade de Changsha. A prisão foi decretada devido a sua crença na prática espiritual do Falun Gong. Sua mãe só foi informada de seu paradeiro no início de fevereiro, meses após ser preso.

A mãe de Li foi informada pela polícia de que seu filho estava sob “vigilância residencial”, mas não foi informada de uma localização. Ela foi finalmente foi informada em 5 de fevereiro de que Li estava sendo detido no Centro de Detenção da cidade de Changsha.

Enquanto estava sob “vigilância residencial”, Li foi torturado, relatou a mídia chinesa Minghui.org e o corpo dele  estava frágil quando foi transferido para o Centro de Detenção da cidade de Changsha.

Li, que tem doutorado em ciência da computação na Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa, já foi preso várias vezes por praticar o Falun Gong.

Em 2000, ele foi condenado a um ano e meio em um campo de trabalhos forçados. Três anos depois, ele foi condenado a cinco anos de prisão. Em 2010, Li foi novamente condenado a um campo de trabalhos forçados por dois anos.

O PCCh possui um sistema conhecido como “Vigilância Residencial em um Local Designado” para deter crentes religiosos, críticos e alvos políticos. Nesses locais secretos, onde a tortura é comum, os prisioneiros são mantidos incomunicáveis ​​e isolados por até seis meses.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: