fbpx

Renan Calheiros ameaça prender Onyx Lorenzoni

Jefferson Rudy/Agência Senado


O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), disse que a comissão “não aceitará ser coagida” pelo  ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. O parlamentar ainda afirmou que pode pedir a prisão de Onyx.

Na quarta-feira (23), Onyx disse que o governo vai pedir para a Polícia Federal investigar o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Fernandes Miranda, que apontou supostas irregularidades envolvendo a compra da vacina Covaxin.

O senador classificou como “um horror” a fala do ministro.  Para o relator, o Planalto quer coagir Luis Ricardo. Renan Calheiros disse que Onyx deve ser convocado para depor na CPI da Covid.

“Essa declaração do secretário-geral da Presidência da República é criminosa, interfere na investigação e coage a testemunha. Nós vamos convocá-lo como consequência de tudo isso. Se ele continuar a coagir a testemunha, nós vamos requisitar a prisão dele, para que essa gente entenda que é preciso respeitar a instituição da CPI”, disse Renan em entrevista à GloboNews.

O analista político Italo Lorenzon afirmou no Boletim da Manhã desta quinta-feira (24) que Renan Calheiros sabe que a CPI “não vai dar em nada”.

“Renan Calheiros e o Omar Aziz já perceberam que essa CPI não vai dar em nada. As palavras do Arthur Lira foram uma excelente leitura ‘profética’: ‘Não vai dar em nada’. E por que ela não vai dar em nada? Não é porque uma CPI é uma marmelada, mas essa não vai dar em nada porque ela não se dispôs a investigar nenhum fato verdadeiro”, afirmou.

Veja a íntegra do comentário:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: