fbpx

Resposta da China a Eduardo Bolsonaro é ‘ofensiva’, diz Itamaraty



Após o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmar que a China utiliza a tecnologia 5G para espionar outras nações e a China responder que o filho do presidente “abalou” a relação entre os dois países com declarações “infames”, o Ministério das Relações Exteriores se manifestou sobre o caso.

Em nota enviada à Embaixada da China na quarta-feira (25/11), informou que a resposta da China a Eduardo Bolsonaro é “ofensiva”.

“O tom e conteúdo ofensivo e desrespeitoso da referida ‘Declaração’ prejudica a imagem da China junto à opinião pública brasileira”, diz a nota.

Em resposta, o Itamaraty diz que “o tratamento de temas de interesse comum por parte de agentes diplomáticos da República Popular da China no Brasil através das redes sociais não é construtivo”.

O Itamaraty diz ainda que é “altamente inadequado” que a Embaixada da China se pronuncie sobre as relações do Brasil com outros países.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: