fbpx

Revoltas nos EUA deste ano são as mais custosas da história, mais de US$ 2 bilhões



Na medida em que as eleições dos Estados Unidos se aproximam, tendo como certa a vitória do magnata Donald Trump, a oposição tenta, por meio da violência de movimentos, reverter a provável reeleição do presidente republicano.

O jornalista e comentarista do Terça Livre, Paulo Figueredo, revelou o valor gerado pelas manifestações agressivas, as quais já mataram muitos cidadãos inocentes.

Segundo Paulo, as revoltas nos EUA deste ano são as mais custosas da história: mais de US$ 2 bilhões (~R$ 11 bilhões, quase o PIB do Acre) apenas de 26/maio a 8/junho.

Ainda de acordo com ele, os números contemplam apenas propriedades privadas seguradas no período, excluindo os danos ao patrimônio público.

“Motins anteriores, como os famosos Motins de Rodney King em Los Angeles em 1992, custaram US $ 1,42 bilhão (valores atualizados), soma menor do que a estimativa apenas destes poucos dias de tumultos promovidos pelos Black Lives Matter e ANTIFA.” Afirmou em seu Twitter.

De acordo com o Insurance Information Institute, se forem somados o custo (em dólares atualizados monetariamente para os valores de 2020), de todos os seis principais protestos americanos durante os turbulentos anos 1960, o total é de US $ 1,2 bilhão (~R$ 6 bilhões).

“Repito que este número astronômico não estima o dano total, apenas o dano do que é privado e segurado. Portanto, embora sirva para uma comparação com os distúrbios anteriores, nem de longe é o suficiente para estimar o dano total (até porque os protestos continuam).” Continuou Paulo.

Na prática, significa que os terroristas na Antifa e no Black Lives Matter causaram mais caos e danos à propriedade em pouco mais de uma semana do que este país viu ao longo de toda a década de 1960.

“Ah, a maioria dos seguros aqui não cobrem revoltas sociais. Lembram do que vocês estavam vendo na grande mídia americana, repetida exaustivamente pelos correspondentes internacionais brasileiros, sobre os “protestos majoritariamente pacíficos” que estavam acontecendo? Então, você foi feito de idiota. De novo.” Finalizou o jornalista.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...