fbpx

RJ prorroga restrições por mais uma semana em todo estado



O governador do Rio de Janeiro (RJ), Cláudio Castro, decidiu nesta terça-feira (17) prorrogar por mais uma semana as restrições decretadas no último dia 12 de março.

Conforme o Teça Livre noticiou, com as medidas restaurantes, bares e similares só estariam permitidos a funcionar com 50% da capacidade de público, sem pista de dança e somente até as 23h.

Segundo o governo do RJ, as restrições “têm como base dados técnicos apresentados pela Secretaria de Estado de Saúde.”

O decreto proíbe a permanência dos cidadãos em espaços públicos, com um toque de recolher das 23h às 5h e a realizações de festas “com bilheterias”, como shows e afins.

Festas de 15 anos, casamentos e formaturas poderão ser realizadas, mantendo também a ocupação máxima de 50% dos locais.

Sem um limite de horário, serviços de delivery, take away e drive thru estão permitidos.

Durante o anúncio da medida autoritária, Cláudio Castro pediu para que a população cumpra as medidas do decreto e fortaleça ações como distanciamento social e uso de máscaras, segundo a assessoria de comunicação do estado.

Mais cedo, o governador anunciou que o estado pretende abrir cerca de 500 novos leitos hospitalares.

“O RJ está trabalhando para abrir novos leitos nas cidades e, desde quinta-feira passada, mais de 100 foram abertos. Até o fim de março serão cerca de 500 e vamos continuar buscando parcerias para que outros em hospitais federais também possam atender a população”, disse Castro em uma publicação em seu perfil no Twitter.

O decreto valerá até o dia 25 de março.

Outras medidas

– Escalonamento para o comércio: lojas de rua – das 8h30 às 17h30; shoppings – das 10h30 às 22h, com 75% da capacidade de lotação; comércio e serviços essenciais – não há limitação de funcionamento;
– Parques e reservas naturais, jardins botânicos, zoológicos, parques temáticos, atrativos turísticos e similares podem funcionar com 50% de sua capacidade máxima;- Serviços de educação física (academias, centros de treinamento, estúdios, piscinas e similares), parques de recreação infantil, aquáticos e clubes sociais, esportivos e similares podem funcionar com 50% da capacidade;
– Museus, centros culturais, cinemas e teatros podem abrir, com ocupação máxima de 50%;
– Bancas de jornais ficam proibidas de vender bebidas alcoólicas
– Priorização do home office para trabalhadores com mais de 65 anos e com comorbidades.
– Ficam mantidas as atividades esportivas de alto rendimento, sem público, respeitando os devidos protocolos e autorizados pela Secretaria de Estado de Saúde.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: