fbpx

Rodrigo Pacheco promete ‘Senado independente’, se eleito



O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que concorre o cargo de presidente do Senado nesta segunda-feira (01), declarou ontem em entrevista à Globo News que caso seja eleito, trabalhará por um ‘Senado independente’.

“Eu vou ter um apelo muito grande à democracia, à convergência, à busca de consenso e ao respeito às divergências. É preciso respeitar essas divergências, e não há nenhum tipo de compromisso com pauta específica, de pautar ou de não pautar”, disse Pacheco à Globo News.

“Vamos buscar o colégio de líderes, entender o que é melhor para o país”.

“Todas as decisões do Senado serão tomadas livre e autonomamente pelos senadores e pelas senadoras, sem interferências externas”, completou.

Rodrigo Pacheco é um dos favoritos para assumir o cargo. Seu bloco de apoio compõe partidos de oposição, como o PT, mas também de senadores mais alinhados com o governo de Jair Bolsonaro. Declararam apoio formal nove partidos: DEM, PT, PP, PL, PSD, PSC, PDT, Pros e Republicanos.

O deputado declarou, na mesma entrevista, que não negociou apoio com o Governo Federal ‘em troca’ de travar ou pautar projetos.

Questionado sobre a condução de Bolsonaro durante a crise causada pela Covid-19, Pacheco observou que o trabalho agora será  “buscar acertar daqui para frente”.

“Nesse momento, a maior preocupação tem que ser identificar erros do passado, corrigi-los e buscar acertar daqui pra frente, especialmente em referência à vacina. Que a vacina chegue rapidamente para todos os brasileiros, para que a gente possa livrar o Brasil desse mal”, declarou.

A presidência do Senado é o terceiro cargo na linha sucessória da presidência da República. O chefe da Casa define e convoca não apenas as pautas do Senado, mas também as do Congresso Nacional (que engloba a Câmara dos Deputados), como, por exemplo, as análises de vetos presidenciais e projetos orçamentários.

A Agência Senado informou que a eleição dos novos membros da Mesa do Senado começa com uma reunião preparatória marcada para as 14h, quando será escolhido o presidente em votação secreta.

Serão escolhidos também dois vice-presidentes e quatro secretários (com os respectivos suplentes) para a Casa.

“Até a sexta-feira (29), cinco senadores anunciaram que disputariam a presidência do Senado para os próximos dois anos: Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Lasier Martins (Podemos-RS), Major Olimpio (PSL-SP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS)”, informou a Agência.

Assista os comentários dessa notícia no Boletim da Manhã desta segunda-feira (01):

Sobre o Colunista

Bruna Lima

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: