fbpx

Rússia ameaça romper laços caso UE decida impor sanções



O governo da Rússia disse nesta sexta-feira (12) que estaria pronto para romper os laços com a União Europeia caso o bloco aplique sanções econômicas duras.

As relações já conturbadas entre a Rússia e o Ocidente, desde o pós-Guerra Fria, estão sob nova pressão depois da prisão do crítico do Kremlin, Alexei Navalny.

Conforme o Terça Livre noticiou, no dia 09 de fevereiro a Alemanha, Polônia e Suécia expulsaram diplomatas russos em sinal de retaliação coordenada ao país governado por Vladimir Putin, que no dia 05 expulsou diplomatas dos países da União Europeia, por “manifestarem apoio aos protestos em favor de Navalny.”

Além das ações, os países da UE também declararam que podem tomar uma provável imposição de sanções, que incluiriam proibições de viagens e congelamento de bens aos aliados do presidente russo.

As sanções podem ainda ocorrer neste mês, segundo a Agência Reuters.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, foi questionado em uma entrevista publicada no site do ministério hoje, se o governo estava se preparando para cortar relações com a UE.

“Partimos do fato de estarmos prontos (para isso). No caso de vermos novamente sanções impostas em alguns setores que criam riscos para nossa economia, inclusive nas esferas mais sensíveis”, disse Lavrov.

“Não queremos nos isolar da vida global, mas temos que estar prontos para isso. Se você quer paz, então se prepare para a guerra.”

Já uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores alemão disse que “essas declarações são realmente desconcertantes e incompreensíveis”.

A Rússia, no entanto, divulgou um relatório, onde afirmou que Moscou deseja desenvolver laços com a UE em vez de rompê-los, mas que o Kremlin deve estar pronto.

“Se a UE seguir esse caminho, então sim! Devemos estar prontos, porque você tem que estar pronto para o pior”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

“Claro, se encontrarmos uma linha extremamente destrutiva que danifica nossa infraestrutura e nossos interesses, então é claro que a Rússia tem que estar pronta com antecedência para esses tipos de medidas hostis.”

O ministro das Relações Exteriores disse mais tarde que Moscou estaria preparada para cortar relações se Bruxelas iniciasse tal ruptura, informou a agência de notícias RIA.

Agência Reuters.

Sobre o Colunista

Bruna Lima

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: