fbpx

Segundo Gilmar Mendes, STF não tirou o poder do Executivo durante a pandemia

Gilmar Mendes


O ministro Gilmar Mendes garantiu na noite de quarta-feira (10) que o Supremo Tribunal Federal (STF) não tirou a autoridade do Poder Executivo durante o período da pandemia.

Rebatendo uma publicação do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, de que o STF decidiu unilateralmente que os governadores dos estados possuiriam toda a autoridade durante a pandemia, Gilmar Mendes chamou de “fake news” os comentários feitos pelo chanceler.

“A emissora entende tudo errado sobre o Brasil e a covid. Aqui estão os fatos: após uma decisão do Supremo Tribunal de abril de 2020, os governadores dos Estados — não o presidente — têm, na prática, toda a autoridade para estabelecer/gerir todas as medidas de distanciamento social”, escreveu Ernesto Araújo, criticando uma reportagem da CNN acerca do vírus chinês no Brasil.

Incomodado com a declaração do chanceler, Gilmar Mendes disse que “o Supremo Tribunal Federal decidiu que as administrações federal, estadual e municipal têm competência para adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo desastre que enfrentamos”.

Ainda em abril de 2020, o STF decidiu que governadores e prefeitos teriam plena autoridade para tomar decisões no combate ao vírus chinês, diminuindo, assim, o poder do Governo Federal.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: